Publicado por: aquarela2020 | 22/11/2013

Embratur terá R$ 8 milhões para patrocínio em 2014

Verba será destinada para ações culturais que contribuam para a promoção turística internacional do Brasil

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) acaba de lançar a Seleção Pública de Projetos para Patrocínio em 2014. O orçamento total será de R$ 8 milhões para ações culturais que contribuam para a promoção turística internacional do Brasil. “Os patrocínios irão potencializar a divulgação dos destinos brasileiros em 2014, ano que o país deverá receber 7 milhões de estrangeiros”, explicou o presidente da Embratur, Flávio Dino.

As inscrições começam no dia 25 de novembro e vão até 10 de janeiro de 2014 e os projetos deverão ser executados entre os dias 14 de abril e 31 de dezembro de 2014. As ações que serão apoiadas seguirão a critérios, sempre observando as estratégias do Plano Aquarela, que define as diretrizes da promoção turística do Brasil no exterior. “Além disso, observaremos o período de realização, para que as ações sejam distribuídas ao longo do ano, reforçando as iniciativas que já compõem a Agenda de Promoção Comercial do Turismo Brasileiros da Embratur”, detalhou Dino.

Ainda de acordo com o edital, as ações de patrocínio deverão acontecer nos países considerados prioridade para a Embratur, incluindo Rússia e China. “Considerando a Copa do Mundo e outros eventos internacionais realizados no Brasil, os projetos patrocinados também poderão ser executados no território nacional, desde que voltados prioritariamente aos estrangeiros que participarão de eventos comprovado impacto internacional, abrangendo a atração de turistas e a geração de notícias favoráveis à imagem brasileira no exterior”, lembrou Dino.

Inovação na promoção

Em junho, a Embratur lançou no Diário Oficial da União, portaria que definiu sua nova política de patrocínios a ações, com o objetivo de contribuir diretamente para a melhoria da imagem dos destinos turísticos brasileiros e para o crescimento do turismo internacional no país. “Com estes parâmetros, buscamos inovar na promoção, estreitar os relacionamentos já estabelecidos e construir novos laços com públicos estratégicos para o turismo no Brasil, além de expandir a divulgação da Marca Brasil”, explicou o diretor de Marketing, Walter Vasconcelos.

A Embratur passou a selecionar projetos de patrocínio preferencialmente via Chamamento Público, podendo atender a ações, realizadas no Brasil ou no exterior, mas com repercussão internacional para a imagem do Brasil. Vasconcelos lembrou também que a política de patrocínio da Embratur tem o objetivo de promover os valores essenciais da Marca Brasil: diversidade natural e cultural, hospitalidade, alegria, exuberância, modernidade e competência. “As iniciativas aumentam a exposição da imagem do Brasil, e para isso, apoiamos iniciativas que tenham impacto direto junto a formadores de opinião que possam contribuir para que novos turistas visitem o país”.

Publicado por: aquarela2020 | 21/11/2013

Mais dois países latino-americanos na Copa

Com os jogos de ontem, fica completa a lista de 31 países que virão para a Copa do Mundo 2014. Uruguai e México conquistaram as duas últimas vagas, reforçam a presença da América Latina no torneio e aumentam chances do Brasil alcançar meta de 7 milhões de turistas em 2014

Com muito suor, México e Uruguai garantiram as duas últimas vagas para a Copa do Mundo de 2014, completando a lista de 31 selecionados que virão ao Brasil no ano que vem. A presença dos dois países latino-americanos aumenta as chances do Brasil alcançar a meta de 7 milhões de turistas estrangeiros estipulada para o ano que vem – sendo 600 mil apenas durante os 30 dias de jogos.

A relação entre a participação das seleções e a vinda de turistas é bem direta, como pode ser notado pela análise do número de entradas de estrangeiros coletado pela Polícia Federal este ano. As duas seleções participaram, em junho, da Copa das Confederações. Neste periodo, a entrada de turistas vindos do México aumentou 78% em relação ao mesmo período do ano passado. Já a visita de uruguaios cresceu 11%.

“Estamos comemorando juntos com estes países as suas classificações. Estes resultados vão fomentar o turismo intrarregional. A identificação com o futebol e a proximidade geográfica são grandes motivações para que os torcedores venham acompanhar os jogos da Copa”, comemora Flávio Dino, presidente da Embratur.

Como estratégia para atrair os vizinhos, em maio e abril deste ano, a Embratur realizou nos dois países o Goal to Brasil, evento de promoção do Brasil destino turístico durante a Copa do Mundo de 2014. “Tivemos bons resultados nos dois países. No México, ao todo cerca de 200 operadores e mais de 60 jornalistas de diversos veículos tiveram a oportunidade de conhecer como o Brasil está se preparando. No Uruguai, os números também foram excelentes, com mais de 30 jornalistas”, relembra Dino.

Conectividade

Desde maio deste ano, os mexicanos não necessitam mais do visto de entrada para o Brasil, e contam com uma oferta maior de voos e assentos disponíveis ao Brasil. Em julho, o número de voos entre os dois países cresceu 14,29%, em relação a 2012, passando de 14 para 16 frequências semanais. O número de assentos também subiu, passando de 3.157 para 3.711, um aumento de 17,55%.

Em 2012, o Uruguai ocupou o quarto lugar no envio de turistas para o Brasil. Ao todo 253 mil pessoas visitaram o país. Em setembro, o a malha aérea entre os dois países registrou um aumento de 85%, em relação aos mesmo período de 2012, passando de 28 para 52 frequências semanais. O número de assentos teve um aumento de 68% nos passando de 5.054 para 8.513 , esse aumento se deve aos novos voos da cias aéreas Tam, Gol, e a Buquebus Air.

Publicado por: aquarela2020 | 20/11/2013

2014 deve marcar recorde de turistas africanos no Brasil

Com cinco seleções classificadas para a Copa de 2014 , turistas africanos devem manter forte ritmo de crescimento e bater o recorde de viagens ao Brasil. “Além do ganho econômico, retomada do fluxo turístico com aquele continente um grande peso cultural para nosso país”, afirma Flávio Dino

A África definiu, ontem, as cinco seleções que virão para o Brasil disputar da Copa do Mundo de 2014. Argélia, Gana, Camarões, Costa do Marfim e Nigéria vão representar o futebol do continente na disputa do ano que vem. Naturalmente, os turistas dos respectivos países começam a arrumar as malas para ver sua seleção de perto. A expectativa da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) é que, com isso, o país vá bater recorde na recepção de turistas daquele continente. No ano passado, o Brasil já recebeu 92.349 turistas africanos. O número respresentou um crescimento de 6,8% em relação ao ano anterior, bem maior que a média mundial.

A malha aérea com o continente africano também vem apresentando uma curva ascendente contínua. Em setembro, houve alta de 22,22% no número de voos (passando de 18 voos para 22) com destaque para a África do Sul e o início de um voo da Ethiopian Air ligando o Rio de Janeiro a Lomé, capital do Togo. O número de assentos teve aumento de 11,01% nos assentos (passando de 5.078 para 5.637).

“ Além do ganho econômico que esses viajantes representam para o setor do turismo no Brasil, há um ganho cultural inestimável advindo do crescimento do fluxo turístico com a África, que é a retomada de laços com um continente de onde vieram os antepassados de mais da metade da população brasileira”, avalia o presidente da Embratur, Flávio Dino. “No Dia da Consciência Negra, é importante lembrarmos da contribuição que o turismo pode dar para o fortalecimento desses laços”.

A Embratur estima que 7,2 milhões de turistas devem visitar o Brasil no ano que vem. Cerca de 600 mil apenas durante os dias de jogos da Copa. Ontem, pela repescagem europeia, Portugal e França também se classificaram para o torneio no Brasil. Mais de 160 mil portugueses já visitaram nosso país no ano passado. Para a Copa, 12 mil franceses já fizeram inscrições.

Publicado por: aquarela2020 | 20/11/2013

França e Portugal carimbam passaporte para vir ao Brasil

Dois dos maiores emissores de turistas para o Brasil conseguiram ontem, na repescagem, garantir sua classificação para a Copa do Mundo no Brasil. Com ações voltadas para agentes franceses e portugueses, Embratur pretende alcançar o recorde de 7 milhões de turistas no ano que vem

As tradicionais seleções de futebol da França e de Portugal conseguiram, ontem, na repescagem, garantir presença na Copa do Mundo de 2014. Do ponto de vista do turismo, os dois países também são tradicionais emissores de turistas para o Brasil. Por isso, a Embratur aposta que os dois países vão contribuir bastante com a meta de 7 milhões de turistas estrangeiros em nosso país durante o ano de 2014 – 600 mil apenas durante os 30 dias de jogos.

Segundo dados da FIFA, 12 mil franceses já reservaram os ingressos os seus ingressos para o mundial. “A França é um mercado em expansão. Anualmente ele cresce 5% na emissão de turistas ao Brasil”, afirma o presidente da Embratur, Flávio Dino. No ano passado, mais de 218 mil franceses visitaram as terras brasileiras, em busca de Sol e Praia. ” Com a Copa, em 2014, a tradição do futebol na França será mais um incentivo para atrair turistas para o nosso País”, afirma Dino. Já Portugal enviou mais de 168 mil turistas ao Brasil no ano passado. As viagens motivadas por Negócios foram as que mais movimentaram a vinda de portugueses ao Brasil.

Intensificação das ações na Europa

Em novembro, a Embratur instalou sete Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs) na Europa , incluindo um em Lisboa e outro em Paris. “ Esses escritórios poderão fazer o ajuste fino de nossa política promocional nesses meses que antecedem a Copa do Mundo 2014 “, afirma Dino. ” A tradicional paixão europeia pelo futebol também será uma ferramenta a ser explorada pelos EBTs”, lembra.

A Embratur também realizou edições do Goal to Brasil nos dois mercados, fazendo um dia de imersão dos operadores de turismo em informações sobre o Brasil. Na edição de Portugal, o ex-técnico da Seleção Portuguesa, Luis Felipe Scolari, marcou presença, atraindo muitos jornalistas portugueses.

As 12 cidades brasileiras reconhecidas pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade ganham, a partir de agora, um conjunto de ações. Pesquisa da Embratur aponta que há interesse do turista da Copa por essas cidades

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) lançou o Projeto de Promoção Turística das Cidades Patrimônio Cultural, programa que visa fazer uma promoção específica desses destinos, além de capacitar, no exterior, operadores de turismo em informações sobre as cidades históricas brasileiras. “Estão previstas a realização de press trips, seminários para formadores de opinião, workshops para agentes de viagens, elaboração de material promocional específico e realização de exposições no exterior sobre o Patrimônio Cultural brasileiro”, afirma o presidente da Embratur, Flávio Dino.

Plano Piloto de Brasília (DF) – primeiro patrimônio da Era Contemporânea no mundo

Plano Piloto de Brasília (DF) – primeiro patrimônio da Era Contemporânea no mundo

O programa será lançado na próxima Fitur (Feira Internacional de Turismo) de Madri, de 22 a 26 de janeiro. Durante o evento, será realizada uma exposição com imagens e vídeos dos Patrimônios Culturais do Brasil. Depois, a exposição seguirá para França e Itália, outros dois países que se encontram na lista de maiores emissores de turistas para o Brasil. Segundo Dino, o objetivo é diversificar ainda mais a imagem do Brasil no exterior, agregando ao Sol&Praia e Ecoturismo – que atualmente são os dois principais motivos que levam um estrangeiro a visitar o Brasil – o interesse pela cultura brasileira. Soma-se à iniciativa das Cidades Históricas, o edital lançado este ano para apoio das Festas Juninas que, no ano que vem, coincidirão com a Copa do Mundo 2014.

Centro Histórico de Salvador (BA) é um dos sítios reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade

Centro Histórico de Salvador (BA) é um dos sítios reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade

Projetos-pilotos

No ano passado, a Embratur já realizou algumas experiências-piloto, como a exposição dedicada a Pirenópolis (GO) e Brasília (DF) realizada na sede da ONU (Organização das Nações Unidas) em Nova York. “Nosso objetivo foi aproveitar a visibilidade que a Assembleia Geral da ONU tem em todo o mundo para divulgamos dois ícones do patrimônio cultural brasileiro”, afirmou Dino.

A exposição “Centro-Oeste: Modernidade e Tradição” teve como público-alvo os participantes da Assembleia Geral da ONU do ano passado, além de operadores e agentes de turismo locais, estudantes e imprensa. O espaço da exposição ficou aberto ao público durante todo o mês de novembro.

Rio de Janeiro, primeira cidade do mundo a ser reconhecida no segmento de Paisagem Cultural

Rio de Janeiro, primeira cidade do mundo a ser reconhecida no segmento de Paisagem Cultural

O Brasil tem 12 sítios reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade: o Plano Piloto de Brasília (DF) – primeiro patrimônio da Era Contemporânea no mundo; o Centro Histórico da Cidade de Goiás (GO); o Centro Histórico de Olinda (PE); o Centro Histórico de São Luís (MA); os Centros Históricos de Diamantina e de Ouro Preto (MG); o Santurário de Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas (MG); o Centro Histórico de Salvador (BA); o Parque Nacional da Serra da Capivara em São Raimundo Nonato (PI); as Ruínas Jesuítico-Guaranis de São Miguel das Missões (RS); a Praça de São Francisco na cidade de São Cristóvão (SE) e o Rio de Janeiro, primeira cidade do mundo a ser reconhecida no segmento de Paisagem Cultural, pela simbiose entre ocupação humana e natureza na cidade do Rio

Uma pesquisa realizada pela Embratur mostrou que a principal atividade de lazer do turista que veio para a Copa das Confederações, em junho, foi cultural e que, entre um jogo e outro, o estrangeiro optou por visitar museus, monumentos e bairros históricos.

A pesquisa revelou que bairros históricos foram procurados por 50,8 % dos estrangeiros. Em segundo lugar, com 39,5%, estão os museus, casas de cultura e exposições. Cerca de 39% dos estrangeiros optaram por passeios em monumentos. Os shows e espetáculos foram assistidos por 15,5%.

Participação na 26ª edição da EIBTM visa promover o País como destino de negócios, eventos e incentivos. Evento figura como um dos principais da indústria do turismo de negócios do mundo.

 O Brasil terá um estande em mais uma edição da EIBMT – The Global Meetings & Events Exibition, uma das principais feiras internacionais voltadas ao setor de negócios, eventos e incentivos, que começa amanhã (19), em Barcelona, na Espanha, e vai até o dia 21 de novembro. A iniciativa da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) visa facilitar a captação de eventos internacionais e consolidar o Brasil no ranking mundial de países-sede de eventos.

O segmento MICE (Meetings, Incentive, Conferences and Exhibitions) é, atualmente, um dos que mais têm contribuído no incremento do fluxo de turistas para o Brasil. Todos os esforços nesse sentido, ano após ano, fizeram com que houvesse um crescimento considerável no número de eventos, congressos, encontros e incentivos realizados no País. A mais recente classificação do Brasil no ranking da ICCA (International Congress and Convention Association) reflete essas conquistas”, explicou Marco Lomanto, diretor de Produtos e Destinos da Embratur. O Brasil foi classificado como o 7º do mundo que mais sediou eventos internacionais em 2012, com crescimento de 18% na comparação com 2011.

A EIBTM é um evento empresarial dinâmico direcionado ao segmento de negócios, eventos e incentivos, que engloba uma série de atividades voltadas à realização de ações de networking, orientação e educação profissional aos visitantes e expositores, objetivando a construção de redes de negócios. A expectativa é que 16 mil profissionais participem dessa edição.

A presença na feira proporciona aos expositores uma oportunidade peculiar para a realização de reuniões com os profissionais do ramo, já que permite a apresentação de produtos e serviços de forma pessoal durante as ações de relacionamento programadas. “O evento coloca os participantes em contato com fornecedores de todo o mundo por meio de reuniões pré-agendadas, o que permite que o expositor apresente seus produtos, realize negócios e garanta uma agenda com esses compradores antes mesmo de chegar ao evento”, disse o diretor.

O espaço brasileiro será composto por 22 cooperados, incluindo destinos brasileiros representados por órgãos oficiais de turismo, Convention and Visitors Bureau, além de agências de viagens, companhias aéreas e operadoras de turismo receptivo especializadas no seguimento MICE.

A Espanha, segundo o Plano Aquarela , figura dentre os Países Azuis, que por sua importância para o turismo mundial, bem como pela acessibilidade e interesse pelo Brasil, são considerados de altíssima prioridade. Em 2012, o Brasil recebeu 180.406 mil turistas da Espanha. Desse total, 30,8 % dos espanhóis vieram por motivo de Negócios, eventos e convenções.

 

 

Hoje, a Embratur completa 47 anos de dedicação à construção das políticas públicas de incentivo ao turismo. Atualmente empregando 10 milhões de pessoas e respondendo por cerca de 3,6% do PIB, o turismo é uma importante alavanca de desenvolvimento regional, contribuindo para enfrentar as desigualdades econômicas e sociais de nosso país, o maior desafio do Estado brasileiro.

Nessa luta, a Embratur segue desde 1966 quando começou a desenvolver políticas públicas para estimular o turismo no Brasil e, a partir de 2003, quando assumiu a missão de divulgar, no exterior, os destinos turísticos brasileiros.

Esses 47 anos de serviços públicos prestados à sociedade foram construídos por milhares de servidores que dedicaram parte importante de suas vidas ao fortalecimento do turismo e, com ele, o aprofundamento do desenvolvimento econômico do Brasil. E também por centenas de parceiros na iniciativa privada, valorosos empreendedores do trade turístico mobilizados pela certeza da vocação turística de nosso país e do potencial de expansão do setor, contribuindo para um país mais rico e sem pobreza.

A instituição vive sua maturidade em meio aos melhores índices já registrados no turismo brasileiro. Este ano, pela primeira vez na história, o Brasil ultrapassará a marca dos 6 milhões de turistas estrangeiros em nosso país. Também nos seus 47 anos, a Embratur inaugura 13 Escritórios Brasileiros de Turismo no exterior, abarcando os principais mercados emissores de turistas para o país. Com certeza, a Embratur se prepara para viver seus 50 anos, em 2016, com o Brasil já em um novo patamar dentro do mercado turístico mundial.

Esta é a nossa contribuição para ajudar a gerar emprego, renda e divisas nas diversas regiões e, assim, colaborar para a diminuição das desigualdades regionais e para a afirmação de um novo projeto nacional de desenvolvimento.

Flávio Dino, presidente da Embratur

Publicado por: aquarela2020 | 14/11/2013

Esporte e Cultura se destacam em Brasília

Parceria com Embratur consolida a capital federal como importante pólo de eventos internacionais nos segmentos de turismo esportivo e cultural

Os traços arrojados de Brasília atraem visitantes do mundo inteiro que desejam conhecer ao vivo a cidade-monumento concebida por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa. Ícone mundial da arquitetura moderna, a capital federal vem se consolidando também como um pólo de turismo esportivo. Brasília será a sede de sete jogos da Copa do Mundo 2014. Além disso, foi a sede do jogo entre Brasil e Japão, na abertura da Copa das Confederações, que aconteceu em junho deste ano.

CO_Brasília2019

Ainda em 2013, Brasília reunirá quase dois mil jovens de 40 nacionalidades que disputarão os Jogos Mundiais Escolares – Gymnasiade, entre 29 de novembro e 4 de dezembro.  Já no próximo ano, além do Mundial de Futebol, a capital sediará também o Mundial de Fisiculturismo que reunirá atletas de 70 países.

CO_Brasília1413

Para fechar com chave de ouro a rodada de eventos esportivos, Brasília foi escolhida, agora em novembro, para sediar os Jogos Olímpicos Universitários de 2019 que deve reunir cerca de 12 mil atletas de 166 países.

CO_Brasília1997

Tudo isso colabora para manter a capital federal entre as cidades que mais sediam eventos internacionais, perdendo apenas para São Paulo e Rio de Janeiro. Atualmente, Brasília já ocupa a 26ª colocação em captação de eventos nas Américas. Está empatada com Miami e Atlanta (EUA) e à frente de Los Angeles e Las Vegas (EUA), Córdoba (Argentina) e Punta Del Este (Uruguai), de acordo com o ranking do ICCA  (International Congress & Convention Association).

“Em 2012, a capital já recebeu 22 eventos rankeados pelo ICCA. Tenho certeza que a partir de agora esse número crescerá muito mais. Brasília tem espaços para convenções e uma estrutura hoteleira que a capacita para ser uma das principais sedes de eventos do mundo”, afirma o presidente da Embratur, Flávio Dino.

Em parceria com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), a secretaria de Turismo do Distrito Federal também realizou nos últimos anos, uma série de ações no mercado internacional para trazer turistas estrangeiros à capital.

Leia a seguir, a entrevista com o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves sobre o impacto dessas ações no turismo da capital:

Em maio deste ano, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) realizaram uma exposição com fotos aéreas de Brasília na sede do Banco do Brasil em Nova York. Qual a avaliação da Setur sobre o resultado do evento?

A exposição na sede do Banco do Brasil, em uma região privilegiada de Nova Iorque, nos permitiu fechar o ciclo da primeira edição do Goal to Brasil de uma forma imensurável. Assim como na primeira edição, realizada no Chile, conseguimos, com o apoio da Embratur, potencializar nossa participação no Goal to Brasil Nova Iorque e exibir, por um mês, a incomparável beleza da nossa cidade.

Como o Banco do Brasil recebe inúmeros brasileiros das mais diversas regiões conseguimos também fazer com que eles se sentissem orgulhosos de sua capital e percebessem a importância que ela tem como Patrimônio da Humanidade. Ou seja, fizemos promoção para o público internacional e nacional em uma única ação.

Foi uma parceria fundamental para a promoção de Brasília e como sempre, um sucesso graças ao apoio da Embratur.

No ano passado, houve duas ações conjuntas: a exposição sobre Brasília na sede da ONU e o Goal To Brasil em Santiago, no Chile. Qual foi o resultado desses eventos para a Setur?

As duas ações ajudaram a dar visibilidade ao nosso destino de uma forma diferente. Brasília é conhecida nesses dois países como sede administrativa do Brasil. Com as exposições conseguimos destacar a arte, história e arquitetura do DF que ganhou destaque na imprensa chilena e novaiorquina.

No Chile, por exemplo, Brasília foi a primeira cidade contemplada pelo projeto da Embratur no Goal To Brasil e conseguimos, com o apoio do Instituto, potencializar nossa ida e criar o mês de Brasília no Chile. Fizemos exposição sobre os 50 anos da cidade e mostra de cinema e música com a apresentação do filme Rock Brasília e um show do Clube do Choro.

Com essas ações fomos tema dos Jornais e portais eletrônicos Comunicaextend.cl, Latercera.com, 35milimetros.cl, Revistaescaner.cl, Plataformaurbana.cl e La Tercera. O portal Terra, versão chilena, indicou a cidade como uma ótima opção para as férias de inverno. Cada publicação alcança um público entre 2.400 e 4 mil pessoas, por mês ou por dia, de acordo com a periodicidade característica.

Já em Nova Iorque tivemos um alcance ainda maior, pois por lá passam pessoas de diversas nacionalidades. Mostramos um roteiro encantador que revela a nossa história com a exposição “Da Modernidade a Tradição”. As fotos da modernidade de Brasília, contrastando com a secularidade de Pirenópolis despertaram o interesse de quem passou por lá. Além disso, divulgamos nossos artistas com peças do artesanato local completando a exposição

A Embratur está apoiando a Setur na captação do evento 8º Fórum Mundial da Água. Quais as perspectivas?

O apoio da Embratur sempre é fundamental na captação de grandes eventos. Recentemente captamos os Jogos Olímpicos Universitários de Verão, a Universíade 2019. Durante a assembleia dos membros da Federação Internacional de Desporto Universitário tivemos um estande montado com o apoio da Embratur que nos permitiu apresentar Brasília para aqueles que iriam votar e definir qual cidade sediaria os jogos. Não tenho dúvidas de que o sucesso da nossa vitória passa também pelas mãos do Instituto Brasileiro de Turismo.

Para o 8º Fórum Mundial da Água nossa expectativa é que se repita o sucesso da captação da Universíade e sejamos escolhidos como sede, consolidando assim a capital do país como um grande destino de eventos. Acreditamos que temos grandes chances de conquistá-lo.

Os holandeses embarcaram numa experiência cultural e gastronômica na 17ª edição do Goal to Brasil – Encontros Brasileiros – em Amsterdã, na Holanda. 

Goal to Brasil – Encontros Brasileiros – que aconteceu ontem 13, em Amsterdã, mostrou que o holandês está mais interessado pelo país e promoveu uma rodada de negócios onde os profissionais do Brasil puderam passar informações qualificadas sobre os atrativos turísticos brasileiros. “Esse formato fortalece o relacionamento com os operadores e agentes de viagem de países prioritários, incluindo a Holanda”, disse Tufi Michreff, diretor de Administração e Finanças da Embratur.

Tufi Michreff, diretor de Administração e Finanças, durante Goal to Brasil, em Amsterdã

Tufi Michreff, diretor de Administração e Finanças, durante Goal to Brasil, em Amsterdã

O dia começou com extensa agenda de imprensa. O diretor da Embratur deu seis entrevistas individais a jornalistas dos principais veículos holandeses. A  rodada de negócios foi o espaço onde os operadores brasileiros puderam estreitar relacionamento com os profissionais estrangeiros.”Foi uma excelente oportunidade que os estados tiveram de inserir novos produtos no mercado europeu junto aos operadores holandeses”, explicou Michreff.

Em seguida, agentes holandeses participaram do Vivências Brasileiras, quando o estrangeiro mergulha na cultura do País por meio da música e da gastronomia. O evento contou com a  participação do gaitista brasiliense, Pablo Fagundes, que tocou ritmos e estilos diferentes da música brasileira. Os holandeses degustaram ainda pratos típicos de várias regiões como feijoada, vatapá, bobó de camarão, quibe, pão de queijo, risoles, pastel, coxinha, escondidinho de carne, paçoca e pé de moleque. Cerca de 140 pessoas estiveram presentes.

Rodadas de Negócios com os operadores holandeses durante o Goal to Brasil

Rodadas de Negócios com os operadores holandeses durante o Goal to Brasil

Um dos principais objetivos do Goal to Brasil é ampliar a oferta, a diversidade e a competitividade dos produtos turísticos e propiciar a oportunidade de comercialização entre operadores emissivos internacionais. A divulgação das cidades-sede da Copa do Mundo 2014 é outra importante ação presente em todas as edições do Goal to Brasil que contou com a presença do Fuleco, mascote da Copa de 2014.

“Em Amsterdã, tivemos bons resultados, pois os holandeses se mostraram muito interessados pelo destino Brasil. Os operadores ficaram satisfeitos com a ideia de se promover um evento especialmente para o mercado, ainda mais com a proximidade dos grandes eventos que o Brasil vai receber”, ressaltou o diretor.

Acesse mais fotos do evento aqui.

Publicado por: aquarela2020 | 13/11/2013

Câmara aprova facilitação do visto a turistas

Projeto que permite a concessão de visto pela internet ou na hora do desembarque no Brasil – e não só nas embaixadas no exterior – é aprovado. “É um avanço fantástico remover um dos principais obstáculos ao aumento de turistas dos EUA”, afirma o presidente da Embratur

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou hoje (13), em caráter terminativo, projeto de autoria do deputado Otávio Leite que permite que estrangeiros façam o procedimento para retirada do visto de entrada no Brasil no aeroporto, quando desembarcam no país. Outra opção permitida pelo projeto é retirar o visto pela internet, enviando cópias dos documentos exigidos. Nos dois casos, o turista fica dispensado de seguir até uma representação diplomática do Brasil no exterior para retirada de visto. O projeto agora segue para o Senado.

“São soluções fantásticos que eliminam um dos principais obstáculos para a entrada de turistas dos Estados Unidos no Brasil”, afirma o presidente da Embratur, Flávio Dino. Atualmente, os Estados Unidos já são o segundo país que mais envia turistas ao Brasil, com 595 mil visitantes no ano passado. E para a Copa do Mundo 2014, os norte-americanos foram os estrangeiros que fizeram o maior número de reservas para assistir a jogos.

Mas o Brasil ainda tem uma participação no mercado emissivo norte-americano menor que a de outros países que não exigem vistos. “Há um potencial enorme de crescimento”, avalia Dino. “A Copa e o fim dos entraves burocráticos para retirada de visto, associados às ações de promoção, podem ajudar a tornar esse potencial uma realidade”.

Na agenda promocional, a Embratur realizou este ano mais uma edição do Goal to Brasil, desta vez em Los Angeles, para contemplar a Costa Oeste dos EUA. O evento proporcionou a realização de 80 reuniões durante a Rodada de Negócios, além da participação de mais de 20 veículos de imprensa estrangeiros. Este mês, serão abertos três Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs) nos EUA: um em Nova York, para atender a Costa Leste, um em Los Angeles, para a Costa Oeste e o terceiro em Chigaco, para cuidar do centro dos EUA, além de Canadá e México.

 

Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 121 outros seguidores